O negócio de Deus é família, não religião

A família, única instituição criada e mantida por Deus para sempre, a quem Ele entregou o planeta e a tarefa de cuidar e guardar do mesmo, para este ser um berço de amor, onde a família cumprisse a sua missão, que é fazer o amor se multiplicar, gerando filhos e educando-os para serem filhos de Deus.

Acontece que a rebelião do primeiro casal, contra o Criador, possibilitou a Satanás tomar posse do governo deste mundo e fazer que todo ser humano já nasça em rebelião contra o seu Criador. Este mal se proliferou por todas as gerações, e continuará a se espraiar, fazendo o ser humano ser inimigo do Criador. Por causa dessa inimizade, a grande maioria dos moradores da Terra não lê a Bíblia e, por isso, não tem um relacionamento íntimo de amor com Deus nem com o próximo.

Para tirar a família dessa escravidão, Deus enviou o Seu Filho Jesus à Terra para restaurar a família a fim de que ela gere mais filhos para Deus. Dessa forma, tem-se: um Pai e um Filho tratando do assunto mais importante da família, que é fazer o amor se multiplicar através da existência de muitos filhos. Isso demonstra que a missão da família humana é fazer a Família de Deus ser numerosa; sem a necessidade de religiões, porque o Evangelho do Senhor Jesus faz o ser humano nascer de novo, nascer de Deus, nascer do Espírito e se tornar eternamente filho e amigo de Deus. E o ensino do Seu Evangelho Jesus confiou aos que a Ele se convertem, porque a conversão, e não a religião,os faz filhos de Deus.

A prova disso é que Deus envia o Espírito Santo para habitar naquele que se converte a Jesus com o fim de ensinar-lhe todas as coisas e fazê-lo lembrar de tudo o que já foi ensinado. Além disso, o Senhor concede, a quem se converte a Ele, poder para, em nome de Jesus, operar milagres. Também o Senhor coloca anjos à disposição para servirem a esse ser humano convertido visando ajudá-lo naquilo que é difícil ou parece impossível.

Outra prova é que Jesus se considera noivo e a sua Igreja noiva, sendo os Seus discípulos, filhos, nascidos desse casamento, ou seja, dessa família. Cabe lembrar que na eternidade passada Deus tinha apenas um Filho e na eternidade futura terá muito filhos, o que prova que a missão da família humana é fazer a família de Deus ser numerosa em filhos. Logo a família deve gerar e educar filhos para Deus.

O Criador estabeleceu princípios para o ser humano viver em família num relacionamento de amor, fidelidade, intimidade e comunhão com Ele e com o próximo. Esses princípios são violados pelas religiões, cujas doutrinas e postulados imprimem na mente humana conceitos e instruções sobre práticas malignas sutis que são opostos aos mandamentos estabelecidos pelo Senhor.

O Senhor escolheu e preservou uma família (a de Abraão), através da qual todas as famílias da Terra seriam abençoadas. Note que a vontade do Criador é que as bênçãos alcancem todas as famílias e não apenas algumas. Deus usou uma família para, através dela, concretizar a vinda do Salvador (Jesus) ao mundo. Quando Jesus ensinava o seu Evangelho deixava claro que a família é um projeto especial de Deus.

Ao ler o Novo Testamento, percebe-se, claramente, o grande zelo do Senhor para com a família, ao estabelecer sua organização, função e missão de cada membro bem como o relacionamento deles com Deus e entre si; ficando instituída uma família, a de Deus, da qual Ele é o Pai, Jesus o Filho mais velho e os seres humanos que se converterem a Jesus farão parte dessa família como filhos de Deus, nascidos de Deus.

Ao encerrar a história da humanidade na Terra, a família de Deus continuará existindo eternamente, ao passo que todas as religiões serão perseguidas, brevemente, pelo diabo, como ato traiçoeiro; e destruídas por Jesus, na Sua vinda à Terra. Logo, o negócio de Deus, na Terra, é com família e não com religião.

Por José Albos Rodrigues

Esta entrada foi publicada em Religião e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *