Como surgem as religiões

O ser humano tem necessidade de amar e ser amado como também de relações espirituais com Deus e com o próximo, porque as relações sociais, somente, não o preenchem.

Por causa da desobediência do primeiro casal, todo ser humano ficou desligado, destituído e sem relacionamento com Deus, vivendo tomado por um vazio imenso que não pode ser preenchido por ninguém, principalmente porque ele é totalmente dependente de Deus, e o que o pode preencher são virtudes sobrenaturais divinas. Essa dependência o faz necessitar de adorar, reverenciar, honrar e obedecer ao Criador, com o fim de receber do mundo espiritual os dons que verdadeiramente o satisfazem: amor, bênção, unção, sabedoria, a presença do Espírito de Deus dentre outros.

Ao ver o ser humano afastado do Senhor, o diabo aproxima-se desse ser humano fragilizado e age, sutilmente, trazendo-lhe ideias sorrateiras e enganosas com o objetivo de atuar no seu espírito, fazê-lo ter a falsa sensação de sentir êxtase espiritual, e achar que não precisa se reconciliar com Deus, por entender (enganado pelo diabo) que vive de bem com o Senhor; pois esse falso êxtase é algo misterioso, sobrenatural.

É com essa finalidade que o diabo e seus demônios inspiram seres humanos para criarem religiões e se aproveitam dessa fraqueza para enganar o espírito humano, mantendo-o como refém dos enganos, escravo do inimigo, pensando que é servo de Deus; não percebe quem está por trás dessa cilada maliciosa, a qual é uma realidade sobrenatural oculta que só pode ser entendida pelo ser humano que vive em obediência a Deus.

Dessa forma, e com este fim, são criadas, sob inspiração satânica, as doutrinas, rituais e dogmas religiosos, os quais fazem o ser humano se relacionar com demônios, pensando que está se relacionando com Deus. E ao ver o mundo sobrenatural se manifestar, esse ser humano enganado passa a acreditar que se trata do agir divino, crendo nos falsos favores manifestados pelos rituais e acreditando que é Deus quem o faz; sendo, no entanto, mentira, engano. Os rituais das religiões humanas são atos humanos que escravizam e não ligam ninguém a Deus.

O fato é que o inimigo inspira seres humanos que não têm um relacionamento perfeito com Deus para criarem religiões humanas, dizendo que elas são mediadoras entre Deus e os homens, propondo religar o ser humano a Deus e salvá-lo da condenação decorrente dos pecados praticados em toda a sua vida. Porém elas não têm autorização para tal.

Os espíritos maus atuam no espírito dos líderes de religiões com o fim de enganá-los, fazê-los competir com as demais religiões e se associarem a sistemas criados, também, sob inspiração demoníaca, que se expressam e se concretizam através dos sistemas religiosos, governamentais, empresariais, midiáticos, científicos, ideológicos, culturais, artísticos etc. os quais têm a finalidade de impedir que o ser humano obedeça a Deus.

Dessa forma, as várias ideologias, filosofias ou doutrinas religiosas que permeiam a maioria das famílias da Terra têm sido inspiradas por Satanás e se manifestam de forma sutil, sorrateira e maliciosa nos sistemas citados anteriormente e em muitas outras organizações humanas.

As astúcias do inimigo são tão malignas que fazem a própria família viver sem perceber que as religiões estão trabalhando contra Deus; na realidade, ela é movida pela cobiça e pelo assédio do “progresso humano”, o qual foi, também, inspirado por Satanás com o fim de fazer o ser humano não conhecer as verdadeiras riquezas espirituais, sociais e materiais dadas por Deus à família e não às religiões.

Por José Albos Rodrigues

Esta entrada foi publicada em Religião e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Como surgem as religiões

  1. A compreensão deste artigo é de fundamental importância para se entender outros que serão publicados sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *