Deus existe

Este artigo relata uma experiência de pesquisa, com apoio de tecnologia de informação e comunicação, da linguística computacional e da lógica formal, objetivando obter provas sobre a existência de Deus; uma questão que tem intrigado cientistas, governantes, filósofos e religiosos, os quais manifestaram diversos interesses e indagações sobre o assunto, ao longo de milhares de anos.

A pesquisa consistiu em explorar os extensos e supostamente complexos textos dos diversos livros que compõem a Bíblia, visando identificar trechos que revelem a existência de Deus e efetuar um inventário armazenando-os em bancos de dados, com o fim de facilitar análises sobre os possíveis sentidos desses trechos, considerando aspectos como: linguístico, temporal, cultural, lógico e bíblico.

Uma das motivações para a pesquisa firma-se nos seguintes fatos: 1) cientistas da computação provaram a existência de Deus usando o método próprio da ciência; 2) a veracidade dos textos bíblicos e da inerrância da Bíblia é algo já provado cientificamente. Para quem ainda não acreditava, esses resultados comprovam que aquilo que se afirmava pela fé, isto é, que a Bíblia é um livro ao qual ninguém pode resistir nem contradizer, agora é provado cientificamente, não fazendo mais sentido se tentar provar a existência de Deus nem a inerrância da Bíblia por métodos científicos. Logo, se por muito tempo, acreditar nos ensinos bíblicos era considerado dogma, fundamentalismo religioso, fanatismo ou algo similar, agora caíram por terra tais argumentos.

Outro fator motivador diz respeito ao seguinte: embora se afirme que Deus existe, a maioria dos seres humanos que tem uma religião não sabe qual o real sentido da vida, não consegue cumprir cabalmente a sua missão na Terra e não é feliz de verdade; além de não ter um relacionamento de amor com Deus nem com o próximo. A maioria vive angustiada, expressando insatisfação com a opressão, clamando por justiça, saúde, segurança, paz, enfim, buscando felicidade plena, sem encontrar; esse clamor não tem sido atendido pelo Criador porque as religiões, embora se proponham, não conseguem religar o ser humano a Deus. A existência desse sofrimento generalizado evidencia que: o mundo está vivendo de forma errada ou a maioria está enganada pelas religiões.

Consciente de que a prova da existência de Deus feita à luz da Bíblia, despojada de dogmas, crendices e fanatismos constitui-se uma contribuição de extrema importância para toda a humanidade, a equipe que realizou esta pesquisa decidiu aceitar o desfio de analisar todo o extenso texto bíblico com esta finalidade, e levantar informações que possibilitem a obtenção de argumentos incontestes que provem a existência de Deus.

A realização de diversas buscas e inspeções nos textos bíblicos possibilitou a identificação de uma gama de depoimentos feitos por uma imensa quantidade de pessoas e pelo próprio Deus, afirmando a Sua existência. Tais informações foram arquivadas em bancos de dados de forma a facilitar consultas posteriores. Também foram elencados diversos fatos e fenômenos sobrenaturais, os quais por si mesmos revelam a inexistência de pessoas humanas ou processos da natureza capazes de realizá-los, provando que só Deus os pode fazer.

Mediante diversos levantamentos de informações nesses bancos de dados foi obtida uma quantidade significativa de relatos, afirmações e fatos cuja veracidade a ciência já conseguiu provar por seus próprios métodos, “saberes” e “fazeres”.

Por fim, os resultados obtidos motivaram o empreendimento de redobrados esforços futuros no sentido de provar que a teologia tem sido inapta, incapaz e desautorizada para fazer o trabalho a que se propõe: estudar Deus e os fenômenos da fé.

Por José Albos Rodrigues

Esta entrada foi publicada em Religião e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *