Democracia: o ponto alto da competição

O pensamento competitivo e a prática da competição na vida humana são fruto de um plano maligno de satanás, que tem como objetivo levar todas as famílias a se oporem a Deus sem perceberem e, também enganadas, obedecerem ao diabo, em vez de adotarem a Bíblia como regra única fé e prática de vida.

Para isso, o diabo engana-as (1 Tm 4:1, 1 Jo 4:1), fazendo-as negar que Deus é Criador de todas as coisas e acreditar em enganos como, por exemplo, a teoria da evolução, a teoria da seleção natural, a democracia, filosofia, ideologias de gênero, diversidade etc. Além disso, o maligno influencia a maioria das famílias para não receberem nem aceitarem Jesus como único Senhor e Salvador do mundo, e negarem que Ele é o Messias, o Filho de Deus. A partir daí, o ser humano passa a criar religiões com o fim de ter líderes ou ídolos, os quais, disfarçados de benfeitores, tornam-se deuses falsos.

A ação do diabo para fazer a família rejeitar Deus ocorre distorcendo os dois maiores mandamentos: 1) amar a Deus; e 2) amar ao próximo. No primeiro ataque, o inimigo usa espíritos enganadores para por dúvidas na mente humana sobre a existência do Criador e a veracidade da Bíblia. Quanto ao segundo, ele atua dividindo a família por meio de várias frentes de ações e doutrinas demoníacas, as quais estão cunhadas, sutilmente, em “saberes” e “fazeres” da teologia e da religião, embutidas em postulados ou premissas da ciência, impressas em leis e políticas públicas da maioria das nações (inclusive, o Brasil), vivenciadas na maioria dos lares, transmitidas para as próximas gerações por meio da cultura e da mídia, praticadas pelo mundo dos negócios, dividindo a família e, a mais grave, diluídas nos chamados sistemas democráticos.

A democracia é uma dessas doutrinas demoníacas, a qual tem como objetivo levar as mentes humanas a rejeitarem o governo de Deus sobre as suas vidas e, sob a ingerência e a manipulação do diabo, construírem deuses (ídolos) para si e elegê-los para governar todos. Com a difusão e a disseminação da democracia em todo o mundo, satanás atua aceleradamente nesses últimos tempos para elevar um ser humano possuído por ele ao mais alto nível de poder mundial com o fim de, através dele, concretizar o seu plano maligno, que destruir a raça humana e levar o maior número possível de seres humanos para o inferno.

Disfarçado de deus e messias da humanidade, esse ser humano, endemoninhado, obrigará todos a adorá-lo como deus único. Com essa atitude de adoração por parte dos seres humanos, ele terá autoridade dada por eles para agir e fazer a sua vontade; porque esse tal líder estará guiado pelo espírito maligno. Então o diabo destruirá a maioria das famílias de todas as nações, levando-as ao mais extremo estado de opressão, estresse, enfermidades, horror, opróbrio, miséria etc., como está a grande maioria da chamada classe média em todo o mundo.

Isso vem acontecendo aceleradamente em todo o mundo, porque a maioria vive sob a influência desses espíritos enganadores (1 Jo 4:1, 1 Tm 4:1), sem perceber; manipulada por demônios que atuam perversa e intensamente (Ef 6:12) com o objetivo de levar o mundo a fazer o contrário do que Deus ensina, cegando o entendimento humano da atualidade (2 Co 4:4).

Essa cegueira ocorre de uma forma tão contaminadora que sufoca até mesmo muitos dos que se dizem servos de Deus, causando a apostasia e o esfriamento do amor a Deus e ao próximo (Mt 24:12, 2 Ts 2:3), afetando-os espiritualmente, levando-os a ignorar a unção que está dentro deles (o Espírito Santo). Cabe ressaltar que há seres humanos que não serão acometidos por esse mal, que são os filhos de Deus fiéis, obediente e santos (1 Jo 5:18).

O processo de globalização nada mais é do que uma forma de se organizar todas as instituições e organizações humanas sob a égide da democracia, com o fim de concretizar esse plano diabólico. Ele consiste, na realidade, em uma associação, vinculação ou pacto entre os sistemas democráticos, teológicos, filosóficos, sociais, científicos, religiosos, tecnológicos etc., e levará as nações do planeta a escolherem, brevemente, um único presidente para governar todas elas, o qual terá aparência de bom e justo, sendo, no entanto, um tirano traidor de todos.

A proximidade disse fato está muito evidente, porque já se vê o mundo todo se preparando para isso há muito tempo através da formação um blocos de nações, cada um dos quais elege um único governante para todo o bloco, a exemplo da União Europeia, ALCA, OEA e outros. A rapidez com que isso ocorre evidencia que muito brevemente o mundo todo estará organizado em forma de conglomerados de nações, cujos representantes também se reunirão para, concordemente, elegerem um único presidente mundial.

Dois fatos importantes ocorrerão durante o seu governo. O primeiro será o uso obrigatório por todos os seres humanos de um chip no corpo para facilitar o domínio desse presidente sobre todos. O segundo será um falso programa de paz mundial que ele proporá a todas as nações, plano esse que fará a maioria dos seres humanos achar que ele é o salvador da humanidade, tendo em vista que a vida no planeta, nesse tempo, já estará crítica ou quase insuportável; diante do agravamento dos problemas existentes hoje e de outros muito piores que surgirão.

A chegada desse ser humano a mais alta posição do poder mundial ocorrerá sob os efeitos de uma avalanche de enganos que acometerá a mente da maioria dos habitantes deste planeta, sob a qual os chefes das nações, enganados, o elegerão, achando que estarão diante de um homem bom e digno de honra, estando, porém, associando-se a um traidor; pois esse tirano agirá possuído e guiado pelo espírito de satanás para enganar e oprimir toda a humanidade, inclusive conspirar contra os seus aliados, que são os militantes da democracia e do ecumenismo.

Vale salientar que os espíritos enganadores vêm preparando o palco para a posse desse tirano há muito tempo, inspirando os chefes dos países a realizarem ações como: 1) ajustar as leis às conveniências do plano maligno desse impostor; 2) traçar um falso programa de paz mundial, o qual já está se cogitando no mundo; 3) propor uma falsa solução para a sustentabilidade do planeta, tecida enganosamente em reuniões como, por exemplo, a Rio+20; 4) instigar a prática da competitividade no mundo dos negócios, começando nas famílias através da ciência e da mídia; 5) adotar a democracia como sistema global de governo em todas as nações, cujo objetivo é preparar as mentes humanas para aceitarem, enganadas, a eleição desse ditador; 6) estabelecer o ecumenismo como forma de se unir todas as religiões sob um só governo religioso, vinculado aos sistemas políticos; 7) destruir a família de forma sutil, oculta e perversa com ideias malignas como, por exemplo, diversidades (religiosidade, sexualidade etc.), planejamento família, ideologia de gênero, casamento gay e tantos outros enganos satânicos.

Nota-se, atualmente, que está praticamente concluída a montagem desse cenário, porque na maioria das nações essas ações citadas anteriormente já se constituem realidade há algum tempo, expressas nas leis e políticas públicas, chegando às populações como algo que é imposto de cima para baixo; porque estando todos sob os efeitos do entorpecimento espiritual demoníaco causado pelos espíritos enganadores, as autoridades do povo tomam as decisões e quase todos aceitam passivamente, caracterizando uma espécie de “ditadura democrática” aceita e aprovada pela grande maioria; a qual está cega.

Muitas profecias da Bíblia nos evidenciam que ele será um ser humano das gerações atuais, que poderá, inclusive, já estar em nosso meio e que certamente será um dentre políticos e religiosos que militam a democracia e o ecumenismo como forma de extirpar as religiões e dar a ele o título de messias ou salvador do mundo.

No entanto, o governo dele será passageiro, porque, quando ele estiver no auge será derrotado vergonhosamente pelo Senhor Jesus diante de toda a humanidade; e todo olho verá essa cena.

Por José Albos Rodrigues

Esta entrada foi publicada em Democracia e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Democracia: o ponto alto da competição

  1. find here disse:

    I simply want to mention I’m new to blogging and site-building and actually savored your page. Very likely I’m want to bookmark your blog post . You certainly have impressive writings. Appreciate it for sharing with us your webpage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *