Razões para o Cristão votar em branco

O verdadeiro cristão deve votar em branco

Muitos acham que um cristão pode se candidatar, mas é engano! Não convém! Outros pensam que um cristão pode escolher um candidato nas eleições. Isto é outro engano. O cristão não pode julgar ninguém! Há, ainda, quem diga que se o cristão não participar da votação estará, com isso, deixando os ímpios governarem. Este é o pior dos enganos. O cristão pertence ao Reino de Deus o qual está acima do reino deste mundo.

Como o verdadeiro cristão deve governar

Alguns irmãos em Cristo oraram a Deus para satanás parar com a corrupção política, e Deus atendeu: Uns estão presos, outros perderam o mandato e outros não podem ser candidatos. Cristão governa assim! Estes irmãos oraram para acabar com a euforia do diabo, e Deus impediu o Brasil vencer as duas últimas copas. Cristão governa assim! Os irmãos oraram para satanás parar com a propina e a corrupção, e Deus ouviu, e desmontou a rede de propinas da Petrobras e outras. Cristão governa assim! Eles oraram quando o racionamento dágua estava crítico, e Deus mandou água. O cristão governa assim! Mas os irmãos entraram em pecado, então o açude quase secou! Se o cristão não governa é assim! Os males são causados por causa dos pecados. Mas há cristão de joelho, governando, orando!

Um cristão não deve usar as suas mãos para eleger autoridades deste mundo, nem julgar um ou outro candidato, votando nele. Deve, sim, comparecer às urnas, mas votar sem pecar, votar em branco, por várias razões. Veja apenas algumas:

Razões para o verdadeiro cristão votar em branco

  • Quando o cristão escolhe um candidato, julga-o como o melhor. Porém, o cristão não deve julgar ninguém (Mt 7:1, Lc 6:37, Jo 7:24, Tg 4:12, Rm 14:4, 10, Rm 2:1-3).

  • O candidato é filiado a um partido, o qual é uma facção, um grupo de dissenção e, quem pratica estas coisas irá para o inferno (Gl 5:21).

  • O partido é reprovado por Deus, pois: “nada façais por partidarismo” (Fp 2:3).

  • O estatuto de todo partido é submisso à Constituição Federal, a qual usa o nome de Deus em vão, nega Deus e é laica (Is 48:11, 2 Co 3:5).

  • As coligações entre partidos são reprovadas pela Palavra de Deus (Fp 2:3).

  • Quando um candidato é eleito, faz um juramento que é contrário à Palavra de Deus, pois promete ser fiel à Constituição, que é inspirada por satanás e nega Deus (Lc 18:8).

  • Quando o cristão vota, aprova tudo o que o candidato fizer, pois depositou nele a confiança que ninguém merece (Jr 17:5, 9).

  • Quando o cristão vota, está sendo cúmplice com as práticas eleitoreiras (prostituição, bebedices e glutonaria) que levam para o inferno (Gl 5:19-21).

  • Se o candidato for derrotado, o cristão estará cúmplice com a posição que esse candidato tomará fazendo oposição ao que venceu, e isto é facção, dissenção, divisão, sendo cúmplice nas obras infrutíferas das trevas (Ef 5:11, Gl 5:19-21).

  • Se o cristão decidir anular o voto estará, com isso, praticando uma atitude de rebelião, pois o voto nulo se caracteriza como voto errado.

  • A política é obra do diabo, pois envolve competição, práticas de destratar pessoas, fazer promessas, seduzir os pobres e outras injustiças (Rm 6:18, 2 Co 5:21, Ef 5:9, 1 Tm 6:11, 2 Tm 2:22, Tg 3:18, 1 Jo 2:29, 1 Jo 3:7, 10).

  • A maioria das chamadas verbas de gabinete são usadas de forma injustiça.

  • Votar em alguém em troca de favor ou por amizade é prostituição, corrupção e pode ser crime. Além disso, votar por interesses atrai demônios e maldição.

  • Todo político é anticristo, sem perceber (2 Co 4:4, Rm 1:18-28, 1 Jo 4:1, 1 Tm 4:1).

  • Todos governantes do mundo atual estão enganados por espíritos enganadores (demônios) e não sabem disso (Dn 7, 9,12, Ap 17).

Por estas e outras razões, quem não é verdadeiro cristão pode votar como quiser, mas

O VERDADEIRO CRISTÃO DEVE VOTAR EM BRANCO

Por José Albos Rodrigues

Esta entrada foi publicada em Democracia e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *